"Les tableaux sont effrayants, les principes sont perverts, les conséquences sont terribles, et c'est pourquoi nous avons écrit. S'il est dangereux de parler, il serait perfide de se taire." Jean-Pierre Louis de Luchet
10 de Outubro de 2010

..quem acredita que esta fantochada à volta do Orçamento de Estado não passa de um fait divers. O Pedro não faria uma maldade dessas ao Aníbal e o José, para além de ainda gostar dos ares de São Bento, prefere mil vezes ver o Aníbal por Belém. O Manuel tirar-lhe-ia a alegria de viver. Enquanto isto, bola cá, bola lá e os suspeitos do costume continuam a coser as linhas de um estado velho e gasto. Com ou sem orçamento, o Zé (o do Bordalo) sabe que a conta chega sempre ao fim do mês.

coagitado por Daniel Martins às 17:22
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
18
22
23
25
29
30
31
arquivos
Posts mais comentados
2 comentários
1 cometário
1 cometário
últ. comentários
Li por acaso e adorei..
Claro que à esquerda não há extremistas. Sempre a ...
Danny, ganha juízo, pá
Temos os líderes que merecemos.
Não me ocorre nenhuma maneira melhor de passar um ...
Mas quando?
Gosto das ideias, mas deviam rever o grafismo do b...
Gostei! Continua assim, indomável...
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Li por acaso e adorei..
Claro que à esquerda não há extremistas. Sempre a ...
Danny, ganha juízo, pá
Temos os líderes que merecemos.
Não me ocorre nenhuma maneira melhor de passar um ...
Mas quando?
Gosto das ideias, mas deviam rever o grafismo do b...
Gostei! Continua assim, indomável...