"Les tableaux sont effrayants, les principes sont perverts, les conséquences sont terribles, et c'est pourquoi nous avons écrit. S'il est dangereux de parler, il serait perfide de se taire." Jean-Pierre Louis de Luchet
06 de Outubro de 2010

Escuto as garantias de crescimento económico, transmitidas pelo realmente simpático e ligeiramente anafado Vieira da Silva. Minutos depois a caixita que ainda e sempre seda o mundo informa-me que o FMI garante uma recessão da economia, que inevitavelmente aterrará na Portela em 2011. Não sei o que passará na mente do leitor perante o antagonismo destas novidades. Na minha mente, ecoa apenas uma ideia: Bertrand Russel e o seu "profundo oceano de angústias". As limitações da própria lógica - e da razão... - que são expressas pelos paradoxos que ela própria construiu. A única bóia de salvação transforma-se subitamente no nosso naufrágio. Pergunta agora o leitor: e o que é que essa lenga lenga tem a ver com o simpático ministro e com a já entediante crise? Responde este diletante: emaranhados de irrazoabilidades económicas que se encontram presas no beco que as originais ideias construiram. Com a mesma lógica de sempre, não saimos da cepa torta. O colapso de todas as certezas devia estar à vista de muito boa gente. Todavia, ficam-se pelo oceano de angústias, onde nos afundam. Imposto após imposto.

 

 

coagitado por Daniel Martins às 20:54
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
16
18
22
23
25
29
30
31
arquivos
Posts mais comentados
2 comentários
1 cometário
1 cometário
últ. comentários
Li por acaso e adorei..
Claro que à esquerda não há extremistas. Sempre a ...
Danny, ganha juízo, pá
Temos os líderes que merecemos.
Não me ocorre nenhuma maneira melhor de passar um ...
Mas quando?
Gosto das ideias, mas deviam rever o grafismo do b...
Gostei! Continua assim, indomável...
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Li por acaso e adorei..
Claro que à esquerda não há extremistas. Sempre a ...
Danny, ganha juízo, pá
Temos os líderes que merecemos.
Não me ocorre nenhuma maneira melhor de passar um ...
Mas quando?
Gosto das ideias, mas deviam rever o grafismo do b...
Gostei! Continua assim, indomável...